Telefone:. (11) 4810-6810

Assine nossa newsletter e ganhe 10% de desconto em sua primeira compra

O segredo para que o sexo seja incrível é se libertar dos medos e barreiras, sentindo-se segura na busca pelo prazer. Porém, o sexo anal ainda é um assunto que gera muitas dúvidas, além de ser um verdadeiro tabu para algumas pessoas.
Embora 64% dos brasileiros que já se relacionaram sexualmente tenham praticado sexo anal pelo menos uma vez, o assunto ainda é cercado de mitos. O resultado? Receio por parte daqueles que desejam praticá-lo e muita desinformação.
A seguir você vai conhecer 5 mitos do sexo anal que você precisa derrubar para ter uma noite perfeita. Acompanhe!

1. Nada de preparação

Muitos casais acham que o sexo anal não exige nenhum tipo de preparação, mas isso é um mito. O ânus não possui lubrificação natural como a vagina e, por esse motivo, é essencial usar um lubrificante à base de água para evitar desconforto.
Além do lubrificante, a região deve ser estimulada com os dedos para ajudar a relaxar a musculatura. Por isso, o ideal é que o parceiro inicie a penetração com um dedo, em seguida dois e, dependendo do tamanho do pênis, três, para só então utilizar o pênis.
sexo anal preparacao

 
 
 
 

2. Se o pênis é muito grosso, nem pensar!

Uma das maiores inseguranças no sexo anal é quanto ao tamanho do pênis do parceiro. Muitas mulheres, inclusive, acabam desistindo da prática assim que notam um pênis mais grosso. Calma! Antes de recusar, saiba que a penetração anal com um pênis muito grosso só machuca e incomoda se não houver a dilatação necessária da musculatura.
Portanto, é mito dizer que o sexo anal com um pênis de diâmetro maior deve ser evitado ou que sempre vai doer.
Em vez de ficar atenta ao tamanho do pênis do parceiro ou preocupada se vai doer, foque nas preliminares e na preparação para que a penetração seja prazerosa. A dica aqui é encontrar a melhor posição para vocês.
sexo anal Se o penis e muito grosso nem pensar
 

3. O canal anal feminino é igual ao masculino

sexo anal canal anal

Esse é outro mito envolvendo o assunto e, ao contrário do que muitos pensam, o canal anal feminino e masculino diferem, sim, entre si.

As mulheres têm uma vantagem em relação aos homens, já que a musculatura do canal anal masculino é mais rígida e seu comprimento, maior. Isso torna o sexo anal mais difícil para os homens. Além disso, o homem ainda conta com a próstata, uma glândula próxima à região — que não está presente na anatomia feminina.

4. A camisinha não é necessária

usar camisinha para sexo anal
Uma dúvida muito comum diz respeito ao uso da camisinha. Como não há penetração vaginal, o risco de engravidar é menor e muita gente acha que o uso do preservativo pode ser descartado.
Apesar de não acontecer a penetração vaginal, o sexo anal também pode ser uma porta para as doenças sexualmente transmissíveis como a hepatite e o HIV. Portanto, a camisinha deve ser sempre usada.

5. O ânus não será o mesmo

dilatacao no sexo anal
Outro mito! Se a penetração anal é feita com o auxílio de lubrificante, se você se sente segura e se há uma preparação, o ânus continuará do mesmo jeito após o sexo. Além disso, o sexo anal não provoca nenhum transtorno no intestino e também não favorece o aparecimento das hemorroidas.
O que você pode sentir após o sexo anal é a sensação de que a região está dilatada, mas é apenas impressão e tudo volta ao normal.
O sexo anal é uma prática prazerosa para muitos casais, mas ainda carrega muitas inseguranças e receios. Ao conhecer os principais mitos do sexo anal você poderá sentir-se mais segura para experimentar e apimentar a relação.

Você conhece algum mito que ficou de fora desta lista? Tem alguma dúvida? Deixe um comentário!

Gostou do artigo? Compartilhe!

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on email
Email
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on email
Email