Assine nossa newsletter e ganhe 10% de desconto em sua primeira compra

Lingeries femininas para revenda

Lingeries femininas para revenda

A roupa íntima feminina é fundamental no guarda-roupa de qualquer mulher. São muitas as opções de cores, modelos, tamanhos e tecidos que valorizam o corpo feminino e melhoram a autoestima.

Na Miess Sex Shop, você encontra diversos modelos de lingeries femininas para revenda, incluindo calcinhas, sutiãs e camisolas.

Quem compra e revenda peças têm também encontra na baby-dolls, espartilhos, corpete, corselet, meia-calça e outras peças que compõem a moda íntima feminina.

É possível gerar renda extra revendendo lingerie?

Quem deseja alcançar a independência financeira pode apostar no mercado de lingeries femininas para revenda. É uma excelente oportunidade de negócio para mulheres que querem driblar a crise e o crescente índice de desemprego.

Revender lingerie é uma forma criativa, eficiente e divertida de se manter no mercado de trabalho, além da flexibilidade de horários, boa aceitação do público e baixo investimento.

Em geral, já no primeiro mês, você pode alcançar um lucro satisfatório de acordo com o seu envolvimento, dedicação, rede de contatos, forma de pagamentos, variedade no estoque e preços praticados.

A revenda de lingeries é algo divertido, pois o ambiente desse comércio geralmente é ligado a muita descontração, bate-papo, risos e intimidade.

Lingeries femininas para revenda no Mercado Brasileiro

O Brasil produz mais de 1,5 bilhão de peças, tem mais de 3500 confecções ligadas a esse segmento e movimenta mais de R$4 bilhões, segundo a Associação Brasileira da Indústria Têxtil e Confecção (Abit).

O Brasil é considerado o 5º maior produtor mundial dentro da indústria têxtil, com uma produção anual de 2 milhões de toneladas, o que corresponde a 2% da produção mundial, em um mercado dominado pela China e por Hong Kong (que detêm 50% da produção mundial) e pela Índia, pelos Estados Unidos e pelo Paquistão.

Mesmo com a crise, esse nicho de negócio cresce a cada ano, principalmente impulsionado por  vendedores de casa em casa, as chamadas sacoleiras.

Mulheres e homens compram lingeries

Cada mulher brasileira compra em média oito peças por ano. Um estudo de me