Miess

Loja Miess

Noticias

Lubrificantes: ajudando a ter ainda mais prazer

Lubrificantes: ajudando a ter ainda mais prazer

A relação sexual é importante para a qualidade de vida de qualquer pessoa: alivia o estresse, melhora a circulação sanguínea, auxilia na autoestima, queima calorias, ajuda na beleza na pele, libera hormônios como oxitocina e dopamina que são responsáveis pela sensação de felicidade etc.

Só que para suas clientes terem uma relação com mais qualidade e prazer, elas podem recorrer ao uso de lubrificantes, já que este diminui o atrito e consequentemente a ardência, evita lesões e facilita a penetração. Há um estudo realizado pela Universidade Indiana em 2009 com 2,453 mulheres que chegou a conclusão de que 65% das que utilizaram lubrificantes declararam ter mais prazer quando comparado as que não usavam.

Quando usar o lubrificante?

A cliente precisa entender que a lubrificação da vagina corresponde à ereção do pênis. Por essa razão que o casal deve investir nas preliminares, sendo importante esclarecer que a mulher demora mais que o homem para estar pronta ao ato sexual. Só que é comum que haja dias em que os estímulos não conseguem lubrificar a região adequadamente e isso pode estar relacionado a alterações hormonais como menopausa, uso de anticoncepcionais, medicamentos que contém anti-histamínico ou antialérgicos, estresse ou cansaço.

Nessas horas você pode sugerir os lubrificantes para ajudar as mulheres a não se sentirem ressecadas e não terem nenhum tipo de desconforto durante o ato sexual. Outro destino é para casais que pretendem fazer sexo anal, já que esta região não possui lubrificação natural e a prática pode levar a dores e sangramentos.

Para não errar: lubrificante a base de água!

Diga que existem vários tipos de lubrificantes divididos em três categorias principais: os feitos à base água, os de silicone e os de óleo ou petróleo.

AnchorO lubrificante à base de água leva em sua composição água deionizada, glicerina, propilenoglicol e conservantes não tóxicos, além de serem considerados os mais seguros por não reagirem ao látex da camisinha e não causam alegrias.

Some isso a praticidade, já que não mancha tecidos, são fáceis de encontrar e de limpar. Sua única desvantagem comparado aos outros dois é a espessura menor e, por isso, são rapidamente absorvidos durante a relação sexual.

Logo em seguida vem os lubrificantes à base de silicone, já que estes também não reagem ao látex e possuem maior espessura, proporcionando um efeito mais duradouro.

Por não serem absorvidos pelo corpo, este é indicado para casais que querem ter relações sexuais em locais com água, seja na banheira, piscina ou chuveiro.  Entretanto, a composição pode provocar alergias e há maior dificuldade de removê-lo da pele quando comparado aos feitos com água.

Já os feitos com petróleo ou óleo são mais espessos, mas estão praticamente extintos do mercado devido a sua reação com o látex da camisinha, o que pode causar seu rompimento e não proporciona uma relação sexual tão segura quanto as outras.

Fuja de lubrificantes caseiros e anestésicos

Muitas clientes perguntam sobre cremes anestésicos e é importante esclarecer que estes podem ser perigosos por amortecer a região e na hora de se relacionar sexualmente, a mulher pode se machucar sem perceber. Vale lembrar que a dor é um sinal enviado pelo cérebro indicando que algo está errado.

Além disso, é comum casais terem duvidas sobre “lubrificantes caseiros” como óleo de coco, cremes hidratantes, vaselina ou óleo de bebê, mas nenhum deles tem a mesma eficácia que os lubrificantes, podem danificar o preservativo e causar problemas como infecções, inchaço, irritação e deixar o corpo mais suscetível as DSTs.

Nem mesmo a saliva é indicada, já que ela não é tão escorregadia, e muitas vezes é ineficiente para facilitar a penetração.

Para apimentar ainda mais: lubrificantes com sabores e efeitos térmicos

Para aquelas clientes que querem ainda mais prazer, a utilização de lubrificantes com efeitos térmicos são indicados. Os que geram calor ajudam a sensibilizar ainda mais a região íntima, enquanto os que provocam frio também estimulam os sentidos devido a sensação de “formigamento” e refrescância.

As versões com sabores são especialmente destinadas aos homens que querem praticar sexo oral com a esposa, colocando um aroma agradável na região, melhoram a salivação e disfarçam o odor do órgão genital.

Incorporando o produto na rotina

Muitas clientes podem achar que o lubrificante está diretamente relacionado a libido baixa, tornando-as inseguras. Portanto, é importante esclarecer que na maioria dos casos há um desejo da mulher de ter a relação sexual, mas o corpo não responde adequadamente pelos motivos citados acima.

Além disso, o lubrificante deixa o toque mais suave, aumenta o conforto e a segurança, ajuda a experimentar novas sensações e é indispensável para aqueles que querem prolongar a relação. Portanto, ele é indispensável na vida de qualquer casal, e deve estar sempre a disposição em sua mesa de cabeceira.

Clique aqui e entenda como trabalhar com a revenda de produtos eróticos e lingeries.

face_banner


  • 0
  • 03 ago. 2017

Posts Relacionados